• Português
apicultura

Conheça as melhores práticas, principalmente de alimentação, sobre como cuidar das colmeias no inverno e garantir a saúde e produtividade das colônias

A partir da chegada da estação mais fria do ano, é importante saber como cuidar das colmeias no inverno, já que neste período, as flores são escassas e é preciso fornecer alimentos para garantir a saúde e a manutenção das colônias.

Nesse sentido, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, o Brasil produz aproximadamente entre 40 a 45 mil toneladas de mel anualmente, sendo que o Rio Grande do Sul é o maior produtor nacional, com 8 mil toneladas por ano.

Diante disso, na apicultura, é fundamental cuidar bem das colônias durante todas as estações do ano para garantir a produção de mel esperada. Por isso, preparamos esse conteúdo com as principais dicas sobre como cuidar das colmeias no inverno. Confira!

Leia também: Apicultura: o que todo apicultor deve saber?

Entenda como cuidar das colmeias no inverno

Alimentação

A primeira dica e talvez a principal sobre como cuidar das colmeias no inverno é justamente a alimentação, já que nos períodos mais frios do ano, as flores são escassas e é preciso fornecer os nutrientes adequados às colônias.

Neste caso, preparar e oferecer o bife proteico é uma ótima opção para alimentar as abelhas. Confira os ingredientes:

  • 305g de açúcar VHP ou cristal moído
  • 215g de proteína texturizada de soja fina e sem corante
  • 175g de levedura inativa de cerveja ou de cana de açúcar
  • 230g de mel de boa procedência ou xarope de açúcar invertido
  • 50g de óleo de girassol
  • 5g de extrato de própolis
  • 20g de sal

Para preparar, é preciso misturar bem o açúcar com a proteína de soja e a levedura em um recipiente.

Em outro reservatório, misture o sal, o mel ou xarope, o óleo e o extrato de própolis. Em seguida, junte as duas misturas.

Caso necessário, adicione mais mel ou xarope aos poucos em quantidade suficiente para acertar o ponto da massa.

Separe porções entre 200g e 300g em sacolas plásticas e estique bem, para deixá-las bem finas, como se fosse um bife.

Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina – EPAGRI, essa receita rende 1kg de alimentação proteica e garante que as abelhas fiquem bem alimentadas, fortes, sadias e com menor risco de doenças.

Cuidados adicionais em tempos de baixas temperaturas

Além de fornecer alimentos proteicos e energéticos para cuidar das colmeias no inverno, é preciso implementar outras práticas de manejo para evitar prejuízo na apicultura neste período.

Por isso, é necessário que o apicultor acompanhe as floradas, adapte os manejos das colmeias e monitore os apiários para impedir o enfraquecimento das colônias.

Além disso, é importante evitar abrir as caixas para não diminuir ainda mais a temperatura das colônias e assim evitar gastos adicionais com alimentos.

Nos dias mais frios, é preciso ter atenção e não pulverizar com ácido oxálico para não congelar os ninhos.

Instalar o “alvado invertido” é uma técnica que pode ser utilizada, além de colocar o poncho ou entretampa horizontal. Nas colmeias em que for necessário, pode se utilizar na vertical.

Saiba mais: Entenda a importância das abelhas na agricultura

Conheça a Giometti

Agora que você já conhece as melhores práticas sobre como cuidar das colméias no inverno, é importante trabalhar com produtos de qualidade para evitar o desperdício de uma safra de mel, por exemplo.

Por isso, a Giometti tem o grampo abelha para separar os quadros ou caixilhos de mel dentro da colmeia, obrigando as abelhas a construírem todos os favos na mesma espessura.

O grampo abelha Giometti também proporciona o espaço exato para o trânsito e trabalho das abelhas dentro da caixa.

É importante destacar que a Giometti tem mais de 120 anos de tradição no Brasil, com produtos de extrema eficiência e, principalmente, qualidade.

Entre em contato com os nossos especialistas e tenha os melhores produtos para a apicultura!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp chat