• Português

No Espírito Santo, maior produtor nacional da variedade , o clima ajudou. Essa vai ser a maior safra dos últimos quatro anos. Vão ser colhidos mais de 8 milhões de toneladas.

Os grãos que ainda estão no pé são da variedade tardia do conilon. A colheita já está quase acabando em uma propriedade que fica em Marilândia, no noroeste do Espírito Santo. O cafeicultor Ismael Serafin está animado porque a safra vai ser maior em relação ao ano passado. “Deu umas 700 sacas de café. Esse ano acho que passa chega a umas duas mil, por aí”, diz.

Além de cheia, a peneira também está mais pesada. Os cuidados com a lavoura e a chuva no tempo certo deixaram os galhos carregados e os grãos melhores.

Este ano, os produtores estão precisando de quatro sacos de café para formar uma saca beneficiada, com 60 quilos, que é comercializada. Em outros anos, por causa da seca, os grãos estavam menores, os produtores precisavam de oito sacos, dependendo da região até 12, para formar uma saca.

As Informações são do Globo Rural

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp chat