• Português
agricultura-de-precisão

Nós já abordamos anteriormente aqui no blog sobre como a agricultura de precisão pode contribuir para otimizar as lavouras e reduzir custos, e devido aos seus benefícios tanto para o meio ambiente, quanto para o produtor, vamos trazer um conteúdo que mostra os diversos benefícios dessa prática, que está cada vez mais presente nos campos.

 

Uma pesquisa realizada pela Kleffmann Group e apresentada pela Esalq aponta que 45% dos produtores rurais utilizam alguma técnica de agricultura de precisão.

A agricultura vem passando por uma série de transformações com o desenvolvimento de máquinas e equipamentos dotados de sensores que geram as mais variadas informações sobre as áreas de cultivo em tempo real, que ao serem analisadas são capazes de evitar perdas e aumentar a produtividade.

 

Nesse contexto de melhoria da eficiência operacional está a agricultura de precisão, um sistema de gerenciamento que combina tecnologias como processamento de imagens digitais, telemetria e IoT (Internet das Coisas) para prover um completo mapeamento da lavoura.

 

Sua adoção parte da premissa de que cada pedaço da fazenda é diferente: seja no solo, no relevo, na temperatura, no volume de pragas ou na qualidade hídrica. Portanto, cada área de uma propriedade rural tem necessidades específicas em termos de semeadura, adubação, aplicação de insumos e defensivos agrícolas, por exemplo.

 

Com todo esse mapeamento, a precisão na agricultura se dá na hora em que uma máquina pode atingir a profundidade correta para o plantio de semente, a pulverização ocorrer apenas onde há ataque de pragas e o volume de irrigação obedecer a necessidade de determinada porção de terra. Levar isso em conta é válido desde o planejamento da produção até a tomada de decisões mais rápidas e seguras no dia a dia.

 

Para se ter uma ideia de sua importância, uma pesquisa realizada pela Kleffmann Group e apresentada pela Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da USP) com produtores rurais de soja, trigo e milho – três grandes culturas do agronegócio brasileiro – aponta que 45% utilizam alguma técnica de agricultura de precisão. As principais são aplicação de sementes, pulverização e fertilização em doses variáveis, e mapeamento de fertilidade do solo.

Os principais benefícios, em resumo, são:

  • Acompanhamento da produção em tempo real;
  • Maior respaldo e segurança na tomada de decisão;
  • Controle de variação produtiva;
  • Redução do impacto ambiental;
  • Uso racional de máquinas e equipamentos;
  • Economia no uso de insumos;
  • Visualização detalhada de cada área da propriedade,
  • Criação de histórico de dados da propriedade rural.

 

Fonte: https://digital.agrishow.com.br/tecnologia/como-agricultura-de-precis%C3%A3o-melhora-os-resultados-no-campo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp chat