• Português
produção de café

Da plantação até a moagem, conheça todas as principais etapas para a produção de café

A produção de café é uma das principais expoentes da agricultura brasileira e a bebida é a segunda mais consumida entre os brasileiros, de acordo com pesquisa encomendada pela Jacobs Douwe Egberts (JDE) em parceria com Aocubo.

Nesse sentido, aproximadamente 25 milhões de pessoas trabalham diretamente com a produção cafeeira, e indiretamente, são 100 milhões. 

Além disso, o Brasil é o maior produtor e exportador de café e, somente nos dez primeiros meses de 2019, as exportações brasileiras de café atingiram 34,05 milhões de sacas, segundo o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – Cecafé.

No entanto, desde a plantação até o produto final, existem diversas etapas para a produção do café. Continue a leitura e conheça cada um desses passos.

Leia também: Peneira de café: conheça a importância da limpeza dos grãos

Saiba quais são os principais processos para a produção de café

Plantação

A primeira etapa para a produção de café é a plantação, em que as sementes crescem e tornam-se plantas, que podem atingir até 10 metros de altura.

Colheita

O passo seguinte é a colheita, que é realizada anualmente quando os frutos do café já estão maduros. Neste processo existem dois métodos, a própria colheita e a decapagem.

Vale destacar que, para obter uma colheita de qualidade, é preciso selecionar os frutos mais maduros e colhê-los manualmente.

Após a colheita, ainda é realizada uma verificação para uma seleção dos melhores frutos de maneira ainda mais detalhada e com o objetivo de promover a qualidade no produto final.

Processamento

Em seguida, vem o processamento, fase em que os frutos são colocados para secar por meio de dois métodos: seco ou úmido.

A partir do método escolhido nesta etapa da produção de café, o sabor da bebida terá características diferentes no que se refere a aroma e nível de acidez.

Cura

Após a secagem é o momento da cura, que tem a função de remover a casca que cobre o grão de café para classificá-lo de acordo com sua forma, tamanho e qualidade.

Degustação

Ao longo dos processos, é preciso realizar a degustação para analisar a qualidade e o sabor da safra antes de comercializá-la.

Torrefação

Em seguida, é preciso partir para a torrefação, fase em que o café atinge seus aromas e sabores mais característicos.

Para isso, os grãos são submetidos a altas temperaturas de até 200° C, o que aumenta o seu tamanho, podendo até dobrar, além da perda de 12% a 20% do peso, reduz o teor de cafeína e, por fim, ganha sua cor característica.

Moagem

A próxima etapa para a produção de café é a moagem, que tem o intuito de transformar os grãos em pó e garantir aroma e sabor ainda mais intenso.

Saiba mais: Peneira de café: conheça os processos que influenciam a qualidade do produto final

Conheça a Giometti

Além dos principais processos para a produção de café, é fundamental que os agricultores trabalhem com maquinários, ferramentas e equipamentos de qualidade.

Para isso, a Giometti tem mais de 120 anos de tradição no agronegócio no Brasil, sempre oferecendo produtos de extrema eficiência e, principalmente, qualidade.

Produzida com madeira de pinho de reflorestamento de alta qualidade, tratadas, fumigadas e de origem certificada pelo IBAMA, nossa peneira de café conta com tramas adequadas para cada uso, assim como materiais de qualidade e surpreendente acabamento que permite manuseio por muito mais tempo sem causar desgaste físico ao operador.

Além disso, o produto facilita a abanação para melhor separação de ramos e folhas e ainda simplifica as operações de transporte e lavagem por permitir maior eliminação de pedras e torrões, contribuindo para um café de melhor qualidade.

Entre em contato com os nossos especialistas e tenha a melhor peneira de café para o seu negócio!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp chat