• Português
tecnologia no agronegócio

Conheça as principais tendências da tecnologia no agronegócio após a crise provocada pelo coronavírus

A pandemia provocada pelo coronavírus atingiu diversas esferas, inclusive econômicas, com grande diminuição de índices de diversos mercados. No entanto, tecnologia e o agronegócio são dois setores, que apesar da crise, continuam em alta.

Nesse sentido, de acordo com dados sobre o PIB no segundo trimestre divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a agropecuária é o único setor que cresceu na pandemia. A alta foi de 0,4% no segundo trimestre quando comparado ao trimestre anterior.

Além disso, as exportações do agronegócio cresceram 10% no primeiro semestre em relação ao mesmo período de 2019 e totalizaram US$ 61 bilhões, segundo informações divulgadas pela Agência Brasil.

Já a tecnologia foi fundamental para a continuidade das operações das empresas neste período de isolamento social e, de acordo com estudo da Deloitte, as soluções digitais são fundamentais para que as organizações respondam à crise.

Mas e a tecnologia no agronegócio? Qual foi o impacto durante o isolamento social? Saiba mais a seguir!

Leia também: Saiba como melhorar os processos e a produtividade na apicultura

Confira os impactos da tecnologia no agronegócio durante a pandemia

Agronegócio mais digital

O primeiro impacto da tecnologia no agronegócio durante esse período desafiador é que os produtores tiveram que buscar soluções para manter a continuidade de suas operações.

Nesse caso, de acordo com a Forbes, a tendência é que, pós-pandemia, o agronegócio sofra transformações profundas, que devem acelerar a digitalização da cadeia e a estruturação de marketplaces do setor.

Um exemplo de digitalização no agronegócio é a gestão eficiente de dados por meio de Big Data para melhorar a informação sobre insumos, clima, maquinário e a partir desses dados, aumentar a produtividade, diminuir preços e melhorar a lucratividade.

Digitalização do produtor

Por falar em digitalização, o agronegócio, apesar de ser conservador, já está na terceira fase da transformação digital. Ou seja, os produtores já realizam o monitoramento de campo para melhorar a produtividade e realizar a gestão de maneira mais eficiente, já implementam a automação de processos em plantação e colheita e agora investem em marketplaces para aumentar as vendas.

Ampliação de negócios

Por falar em marketplaces para aumentar as vendas, é justamente aí que entra a ampliação de negócios.

Os agricultores, além de já investirem em marketplaces para compras e vendas online, também já implementam outros recursos como programas de fidelidade e até a utilização de aplicativos específicos para venda de produtos orgânicos, por exemplo.

Saiba mais: Peneira de café: conheça os processos que influenciam a qualidade do produto final

Conheça a Giometti

A tecnologia no agronegócio não está somente em soluções digitais, como também no desenvolvimento de produtos de qualidade para os agricultores utilizarem em suas colheitas, com eficiência e segurança.

Nesse sentido, a Giometti oferece uma gama de produtos para agricultores com o que existe de melhor em tecnologia. De peneiras agrícolas a insumos para o tratamento animal, a Giometti tem mais de 120 anos de tradição e experiência no campo.

Além disso, a Giometti tem compromisso com o meio ambiente. Todos os produtos são 100% biodegradáveis e recicláveis.

Entre em contato com os nossos profissionais e saiba como a Giometti pode te ajudar!

Tecnologia no agronegócio, impacto da tecnologia no agronegócio, isolamento social, pandemia de coronavírus, transformação digital no agronegócio, tecnologia no agronegócio, impacto da pandemia no agronegócio, agricultura pós pandemia, agronegócio pós pandemia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp chat