• Português
Irrigação agrícol

Conheça os principais equívocos sobre irrigação agrícola e saiba como evitá-los para não comprometer a sua produtividade no campo

A irrigação agrícola é uma prática fundamental para a qualidade do produto final, bem como para a manutenção da boa produtividade no campo.

No entanto, existem alguns erros que podem comprometer a produção, principalmente no Brasil, em regiões com escassez de água, como o semiárido ou em locais que têm períodos longos de seca, como a região central do país.

Nesse sentido, vale dizer que a safra de grãos 2019/2020 do agronegócio brasileiro estabeleceu um novo recorde e deve seguir no mesmo ritmo na safra atual, segundo avaliação da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB).

Diante disso e para manter a boa produtividade, conheça os erros mais comuns sobre irrigação agrícola e saiba como evitá-los.

Leia também: Agricultura familiar: saiba o que é e entenda as principais características

Entenda como evitar os principais erros sobre irrigação agrícola

Irrigação deficiente ou em excesso

Um dos principais erros da irrigação agrícola é a umedecer o solo a partir apenas da avaliação visual. Muitos agricultores deixam de molhar seus cultivos ou molham em excesso apenas pela aparência superficial da terra.

Para evitar problemas com o excesso ou a ausência de água na plantação, o ideal é utilizar um sensor de umidade, que auxilia os produtores a identificarem a quantidade ideal para irrigação do solo.

Motobomba mal dimensionada

Além dos problemas causados pela irrigação agrícola apenas de maneira visual, outra ocorrência comum é a motobomba mal dimensionada, que pode acarretar em duas situações:

  1. A motobomba menor dimensionada não dá a vazão e a pressão suficiente para a eficácia do sistema e não irriga o solo na quantidade necessária.
  2. Já no caso da motobomba maior dimensionada, o sistema consome muito mais energia do que deveria, o que representa aumento dos custos e menor lucratividade

Neste caso, é importante contar com a ajuda de um especialista que irá ajudar o agricultor a escolher o modelo ideal para o plantio e, consequentemente, evitar problemas de irrigação agrícola.

Ausência de irrigação noturna

Geralmente, os agricultores preferem irrigar suas plantações apenas durante o dia. No entanto, nos horários de maior calor, a eficiência do sistema diminui.

Por isso, utilizar os períodos noturnos para a irrigação agrícola pode ser uma saída importante, já que durante os horários de temperatura mais baixa, o sistema ganha eficiência e ainda tem custos menores.

Não realizar a manutenção básica do sistema de irrigação

Por fim e fundamental para a boa produtividade no campo, todo o sistema de irrigação agrícola
necessita de manutenção básica para que funcione de acordo com o esperado.

As revisões são rápidas, práticas e com custos bem menores quando comparadas aos problemas que a falta de inspeção pode causar.

Você pode se interessar por: 5 práticas para reduzir o consumo de água no campo

Conheça a Giometti

Agora que você já conhece os principais erros da irrigação agrícola, é importante conhecer empresas que forneçam os melhores produtos e equipamentos para as atividades no campo.

Para isso, a Giometti tem mais de 120 anos de tradição no agronegócio brasileiro e é especializada em produtos agrícolas, com qualidade e desenvolvidos para a satisfação dos agricultores.

Fale com os nossos profissionais e saiba como a Giometti pode ser a parceira ideal para garantir alta qualidade nos produtos e equipamentos para o seu negócio!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp chat